Home / Artigos / Prevenção do Câncer de Próstata

Prevenção do Câncer de Próstata

No Brasil, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer, o Câncer de Próstata (CP) é o mais incidente nos homens e infelizmente não há como evitar o desenvolvimento da doença. No entanto, é possível a realização de diagnóstico precoce, ou seja, a prevenção secundária, pois nos estágios mais precoces ele não produz sintomas. Para isso a consulta médica é indispensável, pois através do exame físico (toque retal) e da avaliação da dosagem do PSA sérico, o diagnóstico pode ser realizado em um momento mais favorável ao tratamento. A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que o rastreamento seja realizado a partir dos 50 anos e se estenda até os 80 anos; homens com familiares de primeiro grau diagnosticados com a doença de próstata devem começar o rastreio aos 45 anos. A difusão da ideia de que essa prática deva ser rotineira para os homens, certamente, contribuirá para mais diagnósticos e, possivelmente, para a redução da mortalidade pela doença.
O tratamento poderá ser por meio de vigilância ativa, cirurgia, radioterapia, hormonioterapia e combinações destes. Para os cânceres que requerem intervenção e que são localizados, a cirurgia é a forma mais empregada. Ela pode ser convencional (aberta), Videolaparoscópica ou Robótica. Cabe salientar que, com a evolução das técnicas de tratamento, complicações que assustavam os homens como, por exemplo, a incontinência urinária e a disfunção erétil, são menos frequentes e quando acontecem, podem ser tratadas e resolvidas.
Portanto, visitar o Urologista, pelo menos uma vez ao ano, deve fazer parte da rotina dos homens a partir da quinta década de vida, como forma de manutenção da saúde.

Felipe da Silva Camacho
Médico Urologista
CRM 30694

Veja Também

O Câncer de Mama e a Importância da Detecção Precoce

O câncer de mama muitas vezes é encontrado após o aparecimento de sintomas, como percepção de ...